Categorias
Notícias

Jubileu Nancy Wilson 50 anos

Jubileu do Ministério de Nancy Wilson 50 anos de serviço e ainda não acabou!

De pastorear igrejas locais a trabalhar para a denominação, a ser a voz ecumênica e inter-religiosa da ICM,  se tornar o segunda Moderadora da ICM, a pastorear congregações locais novamente, a Rev. Bispa Dr. Nancy Wilson serviu a ICM por 50 anos. Nancy ainda não parou e nem a ICM!

Nancy continua apaixonada tanto pelo ministério da igreja local quanto pela missão mundial da ICM. Para celebrar o marco de seu ministério, a SunCoast MCC, onde Nancy é pastora sênior, e a FUICM estão trabalhando juntas para arrecadar pelo menos US$ 50.000, que serão compartilhados entre eles. A denominação usará os fundos arrecadados para apoiar a tradução, para que a ICM possa alcançar ainda mais pessoas ao redor do mundo.

Um apoiador incrivelmente generoso já ofereceu um presente de US$ 25.000, se pudermos igualar. Não seria fantástico se pudéssemos igualar e superar nosso objetivo?

Você vai nos ajudar?

A chave PIX da Campanha é o e-mail: [email protected]

Descrição: NANCY50

Você pode doar: R$ 10/25/50/100 

Obrigado por comemorar os 50 anos de Nancy e nos ajudar a seguir em frente. Ainda não terminamos!

Rev. Bispa Dr. Nancy Wilson compartilha a história de como ela chegou à ICM!

(vídeo em espanhol)

 

Notas de felicitações de igrejas ou indivíduos são bem-vindas e apreciadas. Por favor, envie-o como anexo para [email protected]

Fotos de Nancy Wilson também são apreciadas. Adicione informações sobre a data, local e quem são as pessoas na imagem. As fotos podem ser enviadas para [email protected]  ou e-mail para obter um link para carregar várias fotos em uma unidade.

 Rev.Cristiano Valério: [email protected]

Leo Rossetti: [email protected] 

 

Categorias
Notícias

Festa da Fraternidade

FESTA DA FRATERNIDADE (Streaming Party)

Nosso final de semana Transformacional foi fabuloso! Celebramos a XXVIII Conferência Geral da Fraternidade Universal das Igrejas da Comunidade Metropolitana que aconteceu online para todo o mundo, com Grupos reunidos onde foi possível celebração presencial. No Brasil tivemos 2 Festas da Fraternidade: Rio de Janeiro (Sul- Sudeste) e Teresina (Norte-Nordeste) com o total de 74 pessoas inscritas.
Após dois anos promovendo o Retiro Nacional ONLINE, por conta da pandemia, a Festa da Fraternidade foi um balsamo para todas/os. Deus amou em nós deliciosamente!
Agradecemos aos irmãos e irmãs das comunidades locais ICM Rio e Icm Teresina que com muito amor e dedicação prepararam esse final de semana para nós. O amor de Deus em vocês nos acolheu e transformou. À direção geral da nossa Conferência Geral Global Lauren Bennett e Mike Haase, nosso Conselho de Bispas e Bispos, Junta de Governo e nosso Querido Bispo Rev. Hector Gutierrez por nos apoiar nesse final de semana fabuloso. Muito obrigado Rev.Bispa Cecilia Eggleston por nos conduzir até esse momento de nossa história como igreja global, sua liderança nos enche de esperanças.
A vós profética da ICM seguirá abrindo portas, transformando o Cristianismo e o Mundo.
Este final de semana nos fez reconhecer, mais uma vez que para além de todas as dificuldades do caminho, amamos nos amar e o amor continua sendo nossa tecnologia de sobrevivência neste sistema.
Seguiremos sendo transformados enquanto transformamos o mundo.
em amor comunitário,
Rev.Christiano Valério
Coordenador Geral das Igrejas da Comunidade Metropolitana do Brasil 

Categorias
Artigos Notícias

CRIANÇA NÃO É MÃE

CRIANÇA NÃO É MÃE

Jesus disse: “E por que não julgais por vós mesmos o que é certo?” (Lucas 12:57)
“Seguindo o exemplo de Jesus e capacitadas/os pelo Espírito, buscamos construir comunidades eclesiais de ponta que exijam, proclamem e façam justiça ao mundo.”
(da Declaração de Visão da ICM)
As Igrejas da Comunidade Metropolitana manifestam seu repudio à violência continua que a menina de Santa Catarina está sofrendo. Obrigar uma criança a manter em seu corpo uma gestação decorrente de estupros contínuos é institucionalizar essa monstruosidade.
Somos pelo Direito de Decidir. As Igrejas da Comunidade Metropolitana oferecem apoio espiritual para aquelas/les que buscam a justiça reprodutiva oferecemos apoio à pessoa qualquer que seja sua decisão ou opção sobre sua saúde reprodutiva.
“A garota de 11 anos que engravidou após ser vítima de um estupro em Santa Catarina não é exceção no Brasil. Dados preliminares do Ministério da Saúde coletados pelo g1 apontam que, no ano passado, 17.316 garotas de até 14 anos foram mães no país. O número tem diminuído nos últimos anos.” (Portal G1)
Seguimos acompanhando com orações pela criança de 11 anos e sua família que sofre violência religiosa e do estado e exigimos, proclamamos e promovemos justiça neste mundo.


Rev.Cristiano Valério
Coordenador Geral das Igrejas da Comunidade Metropolitana do Brasil

Categorias
Notícias

Primeira Parada LGBT

A Primeira Parada do Orgulho LGBT no mundo.

1st Annual Gay Pride March, 1970

A primeira Parada do Orgulho LGBT (originalmente Gay Pride Parade), foi organizada pelo Rev. Bob Humphries (fundador, United States Mission), Morris Kight (fundador, Gay Liberation Front) e Rev. Troy Perry (fundador da ICM – Igrejas da Comunidade Metropolitana – Metropolitan Community Church) e Christopher Street West Association, foi realizada em 28 de junho de 1970 em Los Angeles, EUA. O desfile começou na esquina da Hollywood Boulevard e McCadden Place em Hollywood e correu ao longo da Hollywood Boulevard na frente de cerca de 50.000 espectadores. A Parada de Los Angeles foi realizado simultaneamente com eventos em Nova York, Chicago e São Francisco para comemorar a Revolta de Stonewall em Nova York que ocorreu um ano antes. No entanto, ao contrário dos eventos em outras cidades que eram simplesmente marchas e comícios, o evento de Los Angeles era um desfile oficialmente permitido.

A permissão da Parada do Orgulho Gay de Los Angeles não foi fácil. Nenhuma cidade tinha, até então, visto milhares de pessoas LGBTQ desfilando abertamente e o chefe da polícia de Los Angeles, Edward Davis, não hesitou em lembrar aos organizadores que a homossexualidade ainda era ilegal na Califórnia. O Rev. Perry contou que Davis declarou a eles: “No que me diz respeito, conceder uma permissão a um grupo de homossexuais para desfilar no Hollywood Boulevard seria o mesmo que dar uma permissão a um grupo de ladrões e assaltantes”.

A Comissão de Polícia de Los Angeles, por sua vez, alegando temer contra-reações homofóbicas violentas, impôs exigências excessivas de permissão, como US$ 1,5 milhão em taxas. Os organizadores do desfile e a ACLU desafiaram a cidade no tribunal, levando sua luta até a Suprema Corte da Califórnia. O tribunal acabou ordenando que a cidade emitisse uma licença de desfile sem complementos discriminatórios. A Parada do Orgulho Gay de Los Angeles se tornou a primeira parada oficialmente permitida do mundo defendendo os direitos LGBTQ. O desfile foi transferido de Hollywood em Los Angeles para West Hollywood em 1979.

Rev. Troy Perry, é o único dos três organizadores da primeira Parada ainda vivo e ano passado recebeu uma homenagem no estádio Dodgers Los Angeles, por entre muitas outras ter sido o organizador da primeira Parada do Orgulho no mundo em 1970! 

Categorias
Notícias

Teologias que nos Atravessam – Refrigério da Ruah

Teologias que nos atravessam – Refrigério de Ruah

No período de 14 à 18 de fevereiro de 2022 o Instituto Darlene Ganer promoverá no Brasil o primeiro Retiro Vocacional Online para candidates a Clerigues e Leigues Consagrades. Com uma programação repleta de renovação e participação ativa de lideranças da ICM Brasil e do Mundo, o Instituto Garner já faz história em nossa Rede de Igrejas.
Um dos pontos altos do retiro será o mergulho nas Teologias que nos atravessam: Teologia Queer trazida pela Revda. Dra. Ana Ester (teóloga queer e doutora em Ciências da Religião), a Teologia da Libertação representada pela Pra. Romi Bencke (teóloga e secretária geral do CONIC) e a Teologia Negra na voz potente da Pra. Fabíola Oliveira (Fundadora do Odarah Cultura e Missão e Militante da Mulheridade Preta, Ancestralidade e Espiritualidade).
“Nos empenhamos em garantir pluralidade, diversidade, inclusão e diversidade em nosso Programa. Nossa base teológica será trazida na voz de teólogas exponenciais, nossas pastoras leigas e trans nos trarão a profundidade do trabalho das lideranças leigas em nossas Comunidades. Cremos que este Retiro é uma potente ferramenta de transformação e de capacitação de nossas vocações.” declara o Rev. Francisco Ferreira Júnior Assessor Vocacional do Instituto Garner para o Brasil.
“Estamos felizes com a oportunidade de oferecer o Retiro Vocacional totalmente online. Essa iniciativa permite a participação de um maior número de lideranças preparando-as para os desafios de Ser ICM no século XXI.” Rev. Cristiano Valério Coordenador Geral das Igrejas da Comunidade Metropolitana do Brasil.
Mais de trinta novas lideranças participarão desta semana de formação que promete impactar a ICM Brasil.

 

Categorias
Notícias

Faça sua pré-inscrição para o Retiro Vocacional do Instituto Garner!

Últimos dias para a pré-inscrição para o Retiro Vocacional do Instituto Garner!

O REVM e o LEAD do Instituto Garner serão realizados pela primeira vez no formarto ONLINE no início de 2022. 

Na semana de 24 à 28 de janeiro de 2022 o Rev. Francisco fará contato com as pré-inscrites para a ativação da inscrição, preencha o formulário de pré-inscrição e aguarde contato.

Faça agora mesmo sua pré-inscrição!

O Retiro de Discernimento será realizado de 14 à 18 de fevereiro de 2022 e terá a presença e exponenciais da Teologia Progressista no Brasil.

“A Capacitação de nossas lideranças e o acompanhamento de nossas vocações são prioridades para nós”, declara o Rev. Francisco Ferreira, Assessor Vocacional para o Brasil!

Faça agora mesmo sua pré-inscrição!

Informações:

Rev. Francisco Ferreira Júnior

WhatsApp: (85) 98212-3075

E-mail: [email protected]

Categorias
Notícias

Tema do ano de 2022

Não se conforme ... se transforme!

Tema das Igrejas da Comunidade Metropolitana do Brasil para 2022

Paulo Freire é um grande herói para mim e para muitas brasileiras e brasileiros. Nascido na pobreza em 1921, no Recife, ele cresceu percebendo que a opressão do governo criou uma cultura de analfabetismo e não compreensão de sua situação econômica. Basicamente, eles não percebiam que eram pobres e oprimidos, pois não tinham conhecimento de qualquer outra forma de vida. Eles tiveram a educação negada pela pobreza e não tinham conhecimento suficiente para questionar a realidade em que estavam vivendo. Eles eram silenciosos e incapazes de refletir criticamente sobre o mundo ao seu redor, então eles se tornaram fatalistas e dominados, impotentes diante das suas mazelas.

Freire ‘escreveu sua obra mais famosa, Pedagogia do Oprimido, em 1972. Ele comparou a educação “bancária”, o processo de depositar fatos na mente dos alunos para que sejam “retirados” sob demanda, com um modelo de aprendizagem que as pessoas trazem seus próprios conhecimentos e experiências no processo de educação.

O ensino é normalmente realizado em pequenos grupos com interação viva e pode incluir não apenas a palavra escrita, mas a arte, a música e outras formas de expressão. Em termos leigos, Freire ensinou as pessoas a questionar as coisas e usar sua própria imaginação e experiências de vida como ferramentas de aprendizagem. Sua filosofia contrariava as táticas de opressão do governo brasileiro, e ele foi rotulado de traidor.

Uma das minhas citações favoritas da Pedagogia do Oprimido é: “Líderes que não agem dialogicamente, mas insistem em impor suas decisões, não organizam o povo – eles o manipulam. Eles não liberam, nem são liberados: eles oprimem. A opressão é um terreno fértil para a conformidade.” Paulo Freire ‘nos ensinou a pensar por nós mesmos e falar palavras que podem e vão mudar o mundo.

Séculos antes, o apóstolo Paulo expôs esta mesma filosofia: “Não se conforme … se transforme pela renovação de nossas mentes.” Romanos 12:2 Este é o tema do ano para as Igrejas da Comunidade Metropolitana no Brasil. Abandone a conformidade e abrace a transformidade. Não se conforme … se transforme!

Supere a opressão social e abrace a liberdade de aprender e crescer e se tornar agentes de mudança neste mundo!

Rev.Cristiano Valério

Coordenador Geral das Igrejas da Comunidade Metropolitana do Brasil

 

Reproduzir vídeo
Categorias
Notícias

1º Encontro Nacional da EIG – Evangélicas Pela Igualdade de Gênero

EIG2021

1º Encontro Nacional da EIG – Evangélicas Pela Igualdade de Gênero.

Mulheres evangélicas vindas de todas as regiões do Brasil, reuniram-se num ato histórico para institucionalização da EIG. O encontrou começou no sábado, dia 11, com  uma acolhida, roda de conversa e passeio pelo centro de São Paulo. No domingo, dia 12, pela manhã,  a EIG se reuniu na Comunidade Evangélica da Zona Leste, CCZL, igreja pastoreada pelo Pastor Daniel Santos.

  O culto foi aberto à comunidade e as mulheres, das mais diversas tradições cristã, conduziram a liturgia. A Reverenda Alexya Salvador, do grupo de implantação da Igreja da Comunidade em Mairiporã, foi a convidada para realizar a pregação.  O tema da liturgia foi a conclusão do estudo das mulheres no evangelho Marcos, estudo esse que aconteceu durante o ano todo de maneira virtual, devido a pandemia da Covid-19. Na homilia, a Reverenda Alexya tendo como  texto base o evangelho de MC 15,40-16,8, mulheres que seguiram e serviam a Jesus ate o fim, falou sobre o silenciamento e apagamento histórico das mulheres nos evangelhos. Para ela, o patriarcado  e o machismo são elementos que ainda impedem a ascensão das mulheres em cargos ordenados, principalmente em igrejas históricas. 

 A tarde, depois de um almoço comunitário, as mulheres  EIG iniciaram a plenária, onde foi lido a  proposta do estatuto. As demais mulheres  de todo o Brasil que não puderam estar presentes, acompanharam  e  votaram através da plenária virtual.  Depois da leitura, foram votados os cargos  para oficializar a EIG como uma associação.  Foi um encontro histórico! A Reverenda Alexya Salvador é uma clériga travesti que tem encontrado nos movimentos de mulheres evangélicas seu lugar fala. Na plenária, foi escolhida também para compor o conselho de ética da EIG, tornando-se também uma membra fundadora. 

Este 1º encontro nacional da EIG é  é fruto de um encontro que aconteceu em maio de 2015, no bairro Ipiranga, em São Paulo. Lá, Reuniram-se lideranças  pentecostais latino-americanos, pastoras e pastores  de diferentes igrejas, assim como pentecostais brasileiras, jovens, mulheres e pesquisadoras e pesquisadores  do pentecostalismo na América Latina. O  encontro foi promovido pelo Fórum Pentecostal Latino-americano e Caribenho (FPLC) sob patrocínio do Fórum Cristão Mundial e de igrejas pentecostais brasileiras. Reuniram-se sob o tema “Pentecostalismos e Unidade Cristã: desafios institucionais, teológicos e sociais”.

Sobre os desafios apresentados no Fórum Pentecostal como um todo, a EIG tem resignificado cada um deles e atuado firmemente em seus propósitos gerais tais como:

  1. Lutar contra a tendência de autopreservação das Instituições religiosas, nesse sentido a EIG acredita e atua no diálogo ecumênico inter-religioso;
  2. Repensar as relações de poder, as estruturas eclesiásticas hierárquicas e avançar para uma maior participação da igreja na tomada de decisões, nesse aspecto, a EIG propaga e atua em prol da igualdade de gênero para fortalecimento do sistema democrático e de Direitos Humanos na igreja e na sociedade;
  3. Refletir sobre questões de nosso tempo, como as questões de gênero-classe-relações étnico-raciais; A EIG reconhece e atua na perspectiva histórica da colonização exploratória-escravocrata-cristã, que marca a história do Brasil, das brasileiras, brasileiros e brasileires de toda a América Latina e Caribe, portanto em todas as suas ações considera os marcadores sociais de classe, raça/etnia e gênero em suas análises e ações;
  4. A EIG continua acreditando na importância do investimento em conhecimento; na formação continuada das mulheres para e com ativismo político e de fé, seja no âmbito digital e também presencial,a fim de que mais mulheres possam acessar novas construções socioculturais sob novas bases.
RevdaAlexyaEIG
Categorias
Notícias

Cruz ICM

CRUZ ICM - SIGNIFICADO DO SINAL

Cruz ICM – Sinal de um Cristianismo Progressista, Afirmativo e Plural

A Cruz ICM é uma adaptação da cruz celta. Um símbolo com origens anteriores ao cristianismo e ganha novos significados no início do cristianismo na Irlanda, Escócia e Inglaterra no século VI, hoje muito associada a fé protestante. *

Haste vertical: nossa relação com Deus.

Haste horizontal da Cruz: nossa relação com o próximo.

As linhas que se entrelaçam: Nossa fé risomática e uma espiritualidade centrada na criação.

O Círculo em volta da cruz simboliza a universalidade de Cristo, que não tem início nem fim, como proposto no livro de Apocalipse: “Eu Sou o Alpha e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o último” (Ap 22:13)

Com o circulo em volta da Cruz, formam-se quatro espaços que são os quatro evangelhos. Nós estamos reunidos em torno da Palavra.

Ao Centro está o Logo das Igrejas da Comunidade Metropolitana.

O logotipo oficial da Igrejas da Comunidade Metropolitana (ICM) deseja transmitir nosso compromisso espiritual cristão e nossa crescente missão global.

A chama…

O centro do logotipo do ICM é a “Chama Eterna”. A chama traz luz – um lembrete de que Jesus é a Luz do Mundo. Traz iluminação – um lembrete de nosso ministério espiritual. E a chama é um símbolo do Espírito Santo há muito reconhecido – a fonte de força da ICM.

A Bíblia é rica em imagens poderosas sobre a chama. Em Jeremias 20: 9, é um símbolo comovente da Palavra de Deus. Em Daniel 7: 9, representa o governo de Deus. Em Hebreus 1: 7, é uma imagem do ministério. Em Malaquias 3: 2, é uma imagem de Cristo. Em Êxodo 3: 2, a chama é uma representação da presença permanente de Deus. E em Atos 2: 3, um sinal da plenitude do Espírito de Deus.

O Globo…

Em torno da poderosa imagem da chama está uma representação visual do mundo. As linhas em expansão do elemento gráfico global representam o crescimento mundial da ICM e nossa presença internacional.

Assim como a chama, o mundo é uma poderosa imagem bíblica. João 3:16 nos diz que “Deus amou o mundo de tal maneira …” e Mateus 28: 19-20 nos ordena “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho.”

A chama e o globo juntos….

Ambos os elementos visuais – a chama e o mundo – encontram força combinada nas palavras de Jesus no Evangelho de João 9: 5, “Eu sou a luz do mundo”, e em João 3:19, Jesus é “a luz que veio ao mundo.”

As Igrejas da Comunidade Metropolitana do Brasil passaram a usar o “Sinal” a Cruz ICM em 2009. A principio uma Cruz com o Logo da ICM ao centro e com o tempo passou-se a usar o modelo atual. O Sinal é outorgado, em algumas comunidades, no rito de recebimento de novos membros, batismo, instalações e ordenações.

* No Brasil, igrejas como a Igreja Presbiteriana do Brasil, Igreja Anglicana Reformada, Igreja Presbiteriana Independente e Igreja Presbiteriana Unida utilizam a cruz celta. Essas duas últimas, por exemplo, a tem em suas logomarcas oficiais.

Categorias
Notícias

Instituto Garner nomeia nova Secretaria

A Pastora Mónica Trebiño Álvares e o Rev. Igor Simões foram nomeados, pela Rev. Cathy Alexander, Co-Secretários do Instituto Garner que tem como objetivo o desenvolvimento e formação de novas lideranças na América Latina.

A dupla tem a missão de coordenar as demandas acadêmicas do Instituto no que se refere à Coordenação do Corpo Docente, oferta de disciplinas, criação e acompanhamento e MAPS, e validação da domumentação das candidates ao Ministério Ordenado.

O Rev. Igor Simões é Coordenador de Desenvolvimento da ICM Nordeste e Pastor Associado da ICM Fortaleza. O bom Deus o abençoe nesta nova oportunidade de serviço a nossa Denominação, neste ano no qual comemora-se o jubileu de 10 anos de sua Ordenação Clerical. 

O Brasil conta hoje com dois representantes na Equipe do Instituto, para nós da Rede ICM Brasil é uma grande conquista.

Faça agora mesmo sua pré-inscrição para o Retiro Vocacional do Instituto Garner! Clique aqui.